Surpresas na Estrada - Capítulo II

E assim, no teu corpo eu fui chuva

Jeito bom de se encontrar

E assim, no teu gosto eu fui chuva
Jeito bom de se deixar viver.

Música: Quando fui chuva
Composição: Luis Kiari e Caio Soh  




E eu não disse. Não aguentei mais. Um forte e demorado beijo aconteceu e a coloquei contra a parede. Ela esboçou um sorriso  de canto, com os olhos escondidos pelos fios de cabelos molhados que desciam pelo seu rosto pequeno. O beijo é algo íntimo...tão gostoso que abre portas que as vezes não queríamos ou não sabíamos… Ousar… tentar entender um olhar profundo e o que ele esconde quando os rostos se aproximam e as bocas se tocam… Quando o cheiro passa para a pele e ela arrepia se aderindo a outra. Coloquei minha mão em seu rosto e afastei os cabelos colocando-os para trás, deixando minha mão tocar seu rosto levemente. Ela colocou sua mão sobre a minha segurando firme. Ela era quente. Segurando minha mão em seu rosto e beijou bem de leve minha palma.

  Estava tão envolvido naquele momento simples e de desejo, trêmulo com o frio que antecede o toque na pele, os poros dilatando e servindo para entrada do calor do outro. Queria isso dela. Dei um abraço forte, a segurei por alguns minutos. Deslizei as mãos do seu quadril até a parte traseira de suas pernas… a levantei e ela entrelaçou suas pernas em mim. Estava apenas de roupão, já que a roupa estava molhada, e sem roupa íntima o que me deixou ainda mais excitado. Segurou minha mão e escorregou na parte frontal do roupão levando até sua abertura úmida. Não consegui me conter mais e a penetrei, duro e rápido. Ela não reclamou. Estava se deliciando com a minha impaciência. O orgasmo veio forte e intenso.

  Ela tirou as pernas da minha cintura e tentamos recuperar o fôlego ainda abraçados. Quando paramos de ofegar ela disse “Agora é minha vez” e me empurrou em direção a cama, roupão ia descendo a medida que ela se aproximava, eu sentei e ela sentou nua em cima de mim. Beijou minha boca, ombros, braços. Apertou seu corpo contra o meu mordendo meu pescoço e lambendo a ponta da minha orelha esquerda. Meu corpo acendeu novamente e ela se encaixou em mim. Seu corpo serpenteava enquanto ela cavalgava, realizando minha fantasia. Quantas vezes depois de vê-la dançar pela minha janela imaginei o movimento daquele quadril, bem de perto, com minhas mãos em sua cintura.

 Ela estava nua em meus braços. Mesmo sem a ver direito por causa da pouca luz , víamos o necessário para aumentar a vontade que já não cabia apenas nos abraços e beijos. Pude ler todo seu corpo pelo passar de minhas mãos. Pele macia, corpo firme e um cheiro de mulher que nunca havia sentido com tanto tesão. Queria revirá-la ao avesso. Gozamos mais uma vez e a coloquei deitada na cama beijando sua boca com sede de seu corpo. Desci beijando seu pescoço até o colo, seus seios firmes me seguraram por um tempo e dedicação incomuns. Ela também retribuía as carícias com o mesmo peso. Pude sentir cada parte do interior de suas pernas em minha língua.

  Agora já tínhamos passado o cheiro de um para o outro deixando o local com um clima quente e envolvente. A tomei novamente nos braços. Ela pediu que a beijasse de novo, queria-a toda em minha boca, não aguentei mais. Me uni a ela com força, firme, devagar, olhos nos olhos e com um último beijo demorado como o que começamos. Agora o tremor nos lábios eram dos dois. Um grito tímido ela deu com as unhas em meu peito. 

Deitamos.


- Início

- Capítulo I

- Capítulo III


14 comentários:

  1. Opaaaaa Bjão! #NaparedeUi Ficando quente hein haha ~duro e rapido~ haha adorei "Agora é minha vez" uhuu #safadjenha OMG! Esse ultimo paragrafo arrasou!

    ResponderExcluir
  2. Essa Bianca não é boba kkkkkk
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Que texto em?! rs
    Achei bem interessante a sua estória ser contada na visão de um personagem masculino. Geralmente nas estórias eróticas que vemos hoje é quase predominantemente protagonistas femininas que são seduzidas por protagonistas masculinos. Gostei desse jogo de sedução por parte de uma personagem feminina, mostra exatamente que mulheres podem gostar de sexo e não há nenhum problema com isso. Parabéns pelo capítulo! :)

    Luz e literatura!

    http://cantaremverso.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Ana, que bom que gostou!
      Eu gosto de mulheres fortes que sabem o que querem.
      Obrigada!
      Bjin

      Excluir
  4. Oláá!

    Nossa! Que texto, eu normalmente não sou a maior fã do genero, mas eu gostei do seu. Você escreve bem e esse foi bem envolvente.

    Parabéns pelo capitulo e sucesso!


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  5. Que isso, Brenda!
    Tive que ler o primeiro capítulo para me lembrar das coisas. Mas esses vizinhos que não se conheciam e agora já estão assim? Uiiiii!!
    Legal você ter colocado a narração por Leo, onde não é muito comum. Parabéns pela escrita, você é demais florzinha.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  6. O texto está bem escrito, mas morro de preguiça de hot, então não me interessei muito pela história. Mas te desejo sucesso!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  7. Olá... tudo bem??
    Você escreve muito bem... sabe enlaçar as palavras e prender o leitor, porém não vou conseguir acompanhar... porque não tenho muito tempo para ficar lendo no pc... Xero!

    ResponderExcluir
  8. Oi Jessica!
    Confesso que não gosto desse tipo de literatura, mas acho muito legal o fato de você estar escrevendo e divulgando seu trabalho na Internet. Muito sucesso para você! :D

    Beijos,
    Fernanda
    www.oprazerdaliteratura.com.br

    ResponderExcluir
  9. Acho que troquei, li primeiro o três e agora o dois rs
    Mas estou gostando.. Bacana você contar a história pelo ponto de vista masculino. Isso é raro, principalmente em hots.

    Beiijos, Andressa
    Mais que Livros | Curtindo a Vida a Dois

    ResponderExcluir
  10. Oi Lindona,

    Que texto lindo e escrita envolvente, parabéns! Eu amei até porque gosto demais de textos e histórias com conteúdo e de quebra um relacionamento pra lá caliente. A forma poética como você descreveu o beijo... ah! Que coisa mais linda!! Amei.

    Beijos
    Tânia Bueno
    www.facesdaleitura.com.br

    ResponderExcluir

Compartilhe comigo a sua opinião

Desenvolvido por Igor Thiago | imagem do livro O inferno de Gabriel | Não copie, seja criativo!